BOAS DICAS :-)

sábado, 17 de outubro de 2009

Há 100 anos o avião fez seu primeiro voo... em Portugal

Não é brincadeira não!

Em vésperas da Semana da Asa fui saber (perdoem minha ignorância) que a Comemoração do primeiro voo, para os Portugueses é hoje: 17 de outubro de 2009!

Mas eu explico. Em 17 de outubro de 1909, pela primeira vez em solo Português, um avião ganhou os céus... - mais precisamente em Lisboa, junto ao Hipódromo de Belem. A aeronave: um Voisin Antoinette. E o piloto não foi patrício não e sim o francês Armand Zipfel. Três anos após o 14-bis, o "pulo" do avião percorreu quase 200 metros, sendo carinhosamente chamado esse primeiro "voo" de o "Pulo de Zipfel". É bem verdade que Zipfel já havia "inaugurado" suas máquinas em outros países, como a Alemanha (primeiro avião a sobrevoar Berlim) e na Turquia, com mais manobrabilidade e sucesso. Mas foi um despertar importante para a terra lusitana.

Parabéns, patrícios! Vale conferir o site de comemoração.
http://www.emfa.pt/100anos/

 Mas desgostei da afirmação:
Em 17 de Dezembro de 1903, na cidade de Kitty Hawk, no estado americano da Carolina do Norte, os irmãos Wright realizam pela primeira vez na história da humanidade um voo do “mais pesado que o ar”.  Parecem que meus ancestrais portugas gostam mesmo de aeronaves que "pulam"... sem ofensa...

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Santa Edwiges também é padroeira dos Aeronautas

Não... não me enganei não!

E acho que o leitor já sabe a razão. Os altos e baixos da aviação, seja das companhias aéreas ou dos profissionais da área levam-nos a dirigir nossas orações também à conhecida Padroeira dos pobres e endividados, lembrada hoje...

Brincadeiras à parte, aproveito essa maneira descontraída para lembrar dos colegas e amigos, relegados a números, quando da fusão de companhias aéreas, extinção de outras, reengenharia administrativa, "mudança de estratégia", plano de reestruturação, Open Skies...

Enfim, todas essas circunstâncias levam (ou podem levar...) a já difícil carreira do aeronauta à falência financeira, após tanto tempo e capital investido nela. E consequente desestruturação da paz familiar.

Por hoje é o meu recado.

Fraterno Abraço!

Santa Edwiges, Rogai por nós!
http://pt.wikipedia.org/wiki/Santa_Edwiges

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Já parabenizou seu Instrutor Hoje ???

Pois é... Dia do Professor hoje, Dia do Instrutor de Auto escola amanhã (16 out)... isso mesmo...
SINCERO PARABÉNS A VOCÊS!
Mas e os Instrutores de Voo  mundo afora? Há dia pra eles? Desconheço...


Na dúvida vou registrar aqui meu agradecimento pelos meus instrutores de voo. Talvez algum deles possa ter sido seu também (se não és conterrâneo de Santos-Dumont e se voaste no saudoso Aeroclube de São Leopoldo-RS):


Parabéns Sartori(os 2 irmãos), Lubian, "Bombom", Olivieri, Mallmann (também os 2 irmãos), "Amiguinho", Kisiolar (com quem deixei apagar o motor no ponto de espera... foi mal!) e tantos outros não instrutores, mas colegas - com quem aprendemos tanto quanto... segue extensiva gratidão!

E seus intrutores? Você sabe por onde eles andam? Dá uma ligada, manda email, agradeça!

Parte do que você é hoje (espero que a parte boa)
deve-se aos puxões de orelha e exemplos deles(as)...~

SEGUE COLABORAÇÃO DO NOSSO PROFESSOR, O "VELHO NAPA"


15 DE OUTUBRO: DIA DO PROFESSOR! POR QUE SURGIU ESSA DATA?

( http://www.portaldafamilia.org.br/) 1. No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A idéia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.



2. Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao Professor. A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias".

Valeu Professor Napoleão!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Reflexão para Voar melhor - a coluna do PACIFICUS

Pessoal, hoje inaugura no nosso Blog o colunista "Pacificus", com artigos exclusivamente escritos pro "pensandoaviacao".

Quem é(ou foi) PACIFICUS?


Ora, a alcunha pertence a um entusiasta da aviação que pode ter se inspirado em um dos "Pais da Constituição Americana" Alexander Hamilton (Pacificus) e James Madison (Helvidius), nos Debates Pacificus-Helvidius (http://www.santiagodantassp.locaweb.com.br/br/arquivos/defesas/ivy.pdf  ou

Ou quem sabe é admirador de San Pacificus (http://en.wikipedia.org/wiki/Pacificus_of_San_Severino), contemporâneo de São Francisco de Assis. Não importa. O que vale é aquela conferida Semanal na  "Reflexão para Voar Melhor!"

Nosso articulista, com essa identidade, pretende colocar reflexões semanais voltadas aos navegantes de todo o gênero (os do ar, do mar, do espaço, da vida...). Prometo que não é meu alter-ego...eheh...

Bom, vou deixá-los saborear os escritos do PACIFICUS, anos-luz mais poéticos do que os meus.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Tragédia e Milagre nos Andes - 13 de outubro de 1972

O Feriado passou, Nossa Senhora Aparecida, as crianças e os trabalhadores agradecem... assim como a América descoberta no mesmo 12 de outubro de 1492!



Mas do outro lado dos Andes, em 1972, uma tragédia e um milagre marcaram o dia 13 de outubro daquele ano.

O Voo Fuerza Aerea Uruguaya 571, com 40 passageiros e 5 tripulantes, cai na Cordilheira dos Andes. Os 16 sobreviventes do acidente são resgatados após 71 dias. Membros de um time uruguaio de rugbi, eles praticaram antropofagia (comeram a carne das pessoas mortas) para sobreviverem.



 Local do acidente, no Verão...

O presente de Natal dos familiares dos acidentados veio em 23 de dezembro, com o resgate dos sobreviventes. Foi também um alívio para os parentes dos mortos, que dividiam a frustração de não encontrá-los vivos com o alívio de poderem, finalmente, despedirem-se definitivamante... ou quase...

O fato de os sobreviventes terem conseguido viver, em parte, por causa da antropofagia revoltou parte da opinião pública - mas e ela estava lá? Foi vítima da fome, hipotermia e do isolamento que os levou a alucinações inimagináveis?

Um "Big Brother" ou uma "Fazenda", o dia-a-dia, já demonstram um bocado da antropofagia social a que somos submetidos nas CNTP. Agora imagine-se a 30 abaixo de zero, sem comida, sem água (e não engane-se com a neve, carente de sais minerais), doente, ferido e traumatizado pelo acidente e pelos mortos que o rodeia.


Deixo minhas orações por uns e outros e, mais recentemente, pelos que não tiveram a sorte de serem encontrados, como algumas vítimas do Air France 447.

E agradeço a Deus pela recompensa dada aos 16 sobreviventes, que demonstraram vontade de viver e superação no acidente do Fuerza Aerea Uruguaya 571, em 1972. Agradeça-se, também, à imolação dos que permitiram a manutenção da vida dos seus colegas.

Uma bela homenagem pode ser conferida no site que os sobreviventes criaram


Um Histórico de Acidentes aéreos (1927-2009) pode ser encontrado em